Em 29 de abril, comemora-se o Dia Internacional da Dança. Em alusão à data, a Universidade Federal do Rio Grande (FURG) promove atividades, nos dias 28 e 29 de abril, das 8h às 22h30, no Cidec-Sul, campus Carreiros. Integram a programação oficinas, vivências, debate e mostra de dança.

O objetivo é inserir o município no cenário das festividades referentes ao Dia Internacional da Dança. As atividades intencionam, ainda, unir sujeitos de diferentes segmentos na área da dança, para assim, compartilhar o que é produzido na área por pessoas físicas, escolas, academias, grupos de dança e universidades. O evento Rio Grande em Dança é uma iniciativa do grupo de dança do Núcleo Universitário da Terceira Idade (Nuti/FURG), que integra o projeto A Arte de Dançar na Terceira Idade, da Diretoria de Arte e Cultura (DAC).

Outro objetivo é o caráter beneficente em prol da campanha “Eu Luto Pela Santa Casa – RS”, com o recebimento de doação de insumos hospitalares, como seringas, gaze, algodão, álcool, fraldas geriátricas e esparadrapo. As doações podem ser feitas pelos participantes e demais interessados durante a realização do evento e antecipadamente já está a disposição uma caixa para coleta, no prédio do curso de Educação Física da FURG.

O Rio Grande em Dança teve sua origem em uma ação do Núcleo Universitário da Terceira Idade (Nuti) no Dia Internacional da Dança, em 2015, quando uma série de atividades foram realizadas em toda a cidade de Rio Grande. Além dos participantes do grupo de dança, estão envolvidos na organização Ângela Milach, do Nuti, e os professores do curso de Educação Física, Leila Finoqueto e Rodrigo Lemos. O evento é promovido também pela Secretaria Municipal da Cultura, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc) da FURG, Instituto de Educação (IE), Diretoria de Arte e Cultura (DAC) e Diretoria de Extensão (Diex).

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (53) 9107-1327.

 

Nos dias 28 e 29 de abril acontecerá o Rio Grande em Dança no Cidec na FURG em comemoração ao dia internacional da dança. Não perca!

 

Na terça-feira (19) comemorou-se o Dia do Índio, mas não só na data é que eles devem ser lembrados. A Universidade Federal do Rio Grande (FURG), por meio da Pró-Reitora de Assuntos Estudantis (Prae) e da Coordenação de Ações Afirmativas (CAAF/Dides), reforça o compromisso com as políticas de ações afirmativas que asseguram, além do ingresso, a permanência efetiva dos estudantes do Coletivo Indígena na Universidade.

A Universidade busca a aproximação e o diálogo da academia com os povos indígenas e os méritos sociais, históricos e institucionais do processo em curso, que garante o acesso ao Ensino Superior. O líder indígena Kaingang Augusto Open da Silva (in memoriam), de Iraí, foi um dos primeiros indígenas a dialogar com a FURG na implementação das ações afirmativas no ano de 2009. O líder costumava orientar aos estudantes indígenas que é necessário “ter um pé na universidade e outro na cultura”.

A FURG busca também desenvolver a reflexão sobre a importância da preservação dos povos indígenas, da manutenção de suas terras e respeito às suas manifestações culturais, o ano todo. “Devemos lembrar também que os índios foram os primeiros habitantes dessa terra e desde então, o que vimos é o desrespeito e a diminuição da população. Os povos indígenas sobrevivem lutando pelos seus direitos e contra medidas que tentam suprimir, como a PEC 215. Nesse processo de luta pela existência, enfrentam a omissão, o abandono do estado, a violência do latifúndio e o preconceito”, explica a coordenadora de Ações Afirmativas, Daniele Jardim.

Sobre a data O Dia do Índio foi criado em 1943, através do decreto de lei número 5.540. A origem se deu no ano de 1940, quando foi realizado no México o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano.

 

Hoje às 20h30 haverá a reapresentação do espetáculo "Mistérios e Origens" do Movimento Coral FURG com a participação da Cia GÊNESIS Dança/Teatro no Cidec.

Prestigie! A entrada é franca.

 

15ª Mostra da Produção Universitária (MPU) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) convida para apresentação do espetáculo Mistério e Origens, do Coral Universitário da FURG, nesta terça-feira (19). O espetáculo é promovido pela Diretoria de Arte e Cultura (DAC/FURG), como a primeira das atividades culturais da MPU 2016, antecedendo o período de inscrições previsto para iniciar em maio.

O Coral Universitário é integrado pela comunidade universitária e externa e ligado ao Movimento Coral, da DAC/FURG. A atividade está marcada para as 20h30, no Centro Integrado de Desenvolvimento do Ecossistema Costeiro e Oceânico do Extremo Sul (Cidec-Sul), campus Carreiros. A entrada é gratuita.

O espetáculo, apresentado pela primeira vez em dezembro de 2015 no Cidec-Sul, conta com a participação da Companhia Gênesis de Dança e Teatro. No primeiro bloco, as canções escolhidas trazem a noite com seus astros luminosos e espaços enigmáticos para o cenário das jornadas e transições do desconhecido, desde os primórdios dos tempos. No segundo bloco, a ancestralidade será cantada na simbologia africana e indígena, revelando uma construção identitária que se orgulha de suas origens miscigenadas.

Mistérios e Origens tem direção geral e preparação corporal de Alex Almeida e direção musical e regência de Silvia Zanatta.